Início » Câmara de Baião reforçou rede de ecopontos

Câmara de Baião reforçou rede de ecopontos

por admin
Câmara de Baião reforçou rede de ecopontos

O município de Baião, em parceria com a Resinorte S.A., instalou, durante o mês de março, 5 novos ecopontos no concelho, contando agora com uma rede de 123 equipamentos, distribuídos por todas as freguesias, numa proporção de 143 habitantes por ecoponto. 

Continuamos a ter o cuidado de colocar os ecopontos estrategicamente, por forma a prestar o melhor serviço aos baionenses, mas também para incentivar a reciclagem e a redução da quantidade de resíduos a enviar para aterro”, explicou o vereador com o pelouro do Ambiente, Henrique Ribeiro. 

Os equipamentos foram instalados em locais que produzem uma quantidade maior de resíduos e nas freguesias que apresentavam um rácio inferior de ecopontos tendo em consideração o número de habitantes. 

Assim, os novos ecopontos foram colocados na rua do Fojo – União de Freguesias de Ancede e Ribadouro; rua do Campo – Santa Marinha do Zêzere; rua dr. Francisco Sá Carneiro – Loivos do Monte; rua do Lameirão – Gôve; e na estrada de Nossa Senhora do Martírio (Corujeiras) – União de Freguesias de Santa Cruz do Douro e São Tomé de Covelas.

O Município de Baião tem vindo a envidar todos os esforços no sentido de promover a separação de resíduos, através de diversas campanhas de sensibilização nas escolas, em eventos, nos meios de comunicação, no comércio e serviços, da distribuição de ecobag’s nas juntas de freguesia, da entrega de equipamentos às associações, entre outros. 

Apesar disso, constata-se que não se têm verificado efeitos práticos dessas campanhas, estando os valores de reciclagem aquém do desejado e necessário com vista ao cumprimento das metas pretendidas.  

No sentido de inverter esta situação, a Câmara Municipal apela aos munícipes para que efetuem a separação de resíduos através dos equipamentos disponíveis, nomeadamente, ecopontos, contentores de biorresíduos, pilhões, contentores para óleos alimentares usados e contentores de têxteis. O mesmo apelo é direcionado para que os munícipes utilizem os serviços de recolha porta-a-porta de “monstros” domésticos, resíduos de construção e demolição, e resíduos verdes. 

O pelouro do Ambiente lembra que “abraçar a sustentabilidade é uma responsabilidade de todos”, apelando ao contributo dos munícipes com vista a um futuro mais verde e sustentável. 

Também poderá gostar de

Escrever um comentário